quinta-feira, 30 de maio de 2013

COMEMORADO NO DIA 5 DE JUNHO, O DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE DE 2013 TERÁ COMO TEMA: PENSAR.COMER.CONSERVAR. / REFORÇA CAMPANHA CONTRA O DESPERDÍCIO DE ALIMENTOS / TODO ANO 1,3 BILHÃO DE TONELADA DE COMIDA É DESPERDIÇADA. A QUANTIDADE EQUIVALE A MAIS DA METADE DE TODA A COLHEITA DE GRÃOS NO MUNDO. / texto para reflexão: FAZENDO A DIFERENÇA ... O menino e as estrelas - São as ações individuais que desencadeiam as ações coletivas: FAÇA A SUA PARTE”






A Semana do Meio Ambiente é um exercício da cidadania e tem por objetivo promover a participação da comunidade na conservação do patrimônio natural do Estado. É uma oportunidade para que a sociedade e o poder público somem esforços e dialoguem em busca de mudanças de valores e comportamentos, atitudes individuais e coletivas dentro de princípios ambientalmente corretos”.
 
COMEMORADO NO DIA 5 DE JUNHO, O DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE DE 2013 TERÁ COMO TEMA:
 PENSAR.COMER.CONSERVAR.
O lançamento da campanha é um resultado direto da Rio+20.
Na conferência, chefes de estado aprovaram uma série de iniciativas que favorecem a produção e o consumo sustentáveis, e a produção de alimentos foi considerada um campo de atuação essencial. Cerca de 70% da água consumida no mundo é utilizada pela agricultura.
DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE 2013 REFORÇA CAMPANHA CONTRA O DESPERDÍCIO DE ALIMENTOS,
OFERECENDO UM GRANDE REFORÇO PARA A CAMPANHA DO PNUMA E DA FAO.
POR SEU TRABALHO DESTACADO NA TRANSIÇÃO PARA UMA ECONOMIA VERDE, A MONGÓLIA FOI ESCOLHIDA COMO SEDE PARA A CELEBRAÇÃO.
ESSA É UMA CAMPANHA CONTRA O DESPERDÍCIO DE COMIDA E A PERDA DE ALIMENTOS, PARA MOTIVAR VOCÊ A REDUZIR SUA “PEGADA DE COMIDA” (foodprint, em inglês).
De acordo com a FAO (A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura) .
TODO ANO 1,3 BILHÃO DE TONELADA DE COMIDA É DESPERDIÇADA. A QUANTIDADE EQUIVALE A MAIS DA METADE DE TODA A COLHEITA DE GRÃOS NO MUNDO.
ISSO REPRESENTA UM TERÇO DO TOTAL PRODUZIDO PARA O CONSUMO HUMANO.
Ao mesmo tempo, UMA EM CADA SETE PESSOAS NO MUNDO VÃO DORMIR COM FOME E MAIS DE 20 MIL CRIANÇAS COM MENOS DE CINCO ANOS MORREM DIARIAMENTE DE DESNUTRIÇÃO.

As informações são de um estudo realizado pela Organização para a Agricultura e Alimentação (FAO) da ONU. O estudo recomenda que países em desenvolvimento melhorem a produção e a distribuição para que a perda de comida diminua. Além disso, o relatório pede que os países industrializados parem de jogar tanta comida fora. De acordo com o estudo, o desperdício de comida aumenta o gasto de recursos - como água, terras, energia e trabalho - que contribuem para aumentar a emissão de gases que aceleram o efeito estufa. 
A pesquisa foi liderada pelo Instituto Sueco de Alimentos e Biotecnologia e descobriu que, somados, os países ricos desperdiçam quase a mesma quantidade de comida produzida em toda a África subsaariana. Os pesquisadores confirmaram que as frutas e os vegetais são os mais descartados. 
O estudo afirma que o mundo emergente e os países desenvolvidos
desperdiçam aproximadamente a mesma quantidade de alimentos: 670 milhões de toneladas por ano nos países ricos e 630 milhões nas nações em desenvolvimento.


O RELATÓRIO FEZ UM TIPO DE ANÁLISE DIFERENTE PARA CADA ECONOMIA DO MUNDO, SEPARANDO PERDA E DESPERDÍCIO DE COMIDA.

As perdas acontecem durante a produção, processamento e distribuição do alimento. É o problema que mais afeta os países em desenvolvimento.
Na América Latina, o maior índice de desperdício se dá na produção
de frutas e vegetais. Segundo a FAO, mais de 40% das frutas e vegetais produzidos são desperdiçados durante o processo de produção, pós-colheita e embalagem.
 A solução, de acordo com o relatório, é melhorar tecnologia e infra-estrutura.

Já o desperdício de comida é um problema mais freqüente entre os países industrializados. A QUANTIDADE TOTAL DE ALIMENTOS DESPERDIÇADOS NOS PAÍSES INDUSTRIALIZADOS APENAS PELOS CONSUMIDORES (222 MILHÕES DE TONELADAS) É QUASE EQUIVALENTE AO VOLUME DE ALIMENTOS PRODUZIDOS NA ÁFRICA SUBSAARIANA (230 MILHÕES DE TONELADAS).

Nesses países, consumidores e grandes varejistas jogam muita comida em perfeito estado no lixo. Segundo o relatório da FAO, nos países ricos muitos alimentos vão para o lixo antes mesmo de expirar a data de validade. As médias de desperdício per capita também são muito maiores em países industrializados. Na Europa e América do Norte, cada pessoa desperdiça entre 95 a 115 quilos de alimentos por ano
Na África subsaariana esse número fica entre 6 e 11 quilos por pessoa.
 Em grandes redes varejistas, muitos alimentos frescos são desperdiçados simplesmente por causa da aparência. Um erro dos comerciantes: estudos da ONU mostram que os consumidores estão dispostos a comprar produtos que não têm aparência perfeita, contato que sejam seguros e mantenham o sabor
A análise também critica as promoções do tipo "pague um e leve dois", porque elas levariam ao desperdício.


 “NAS REGIÕES INDUSTRIALIZADAS, QUASE METADE DA COMIDA DESCARTADA, CERCA DE 300 MILHÕES DE TONELADAS ANUAIS, AINDA PODE SER CONSUMIDA. ESSA QUANTIDADE É EQUIVALENTE À TODA A PRODUÇÃO DE ALIMENTOS DA ÁFRICA SUBSAARIANA E SUFICIENTE PARA ALIMENTAR 870 MILHÕES DE PESSOAS”, informa o Diretor Geral da FAO, José Graziano da Silva.
As informações são de um estudo realizado pela Organização para a Agricultura e Alimentação (FAO) da ONU. O estudo recomenda que países em desenvolvimento melhorem a produção e a distribuição para que a perda de comida diminua. Além disso, o relatório pede que os países industrializados parem de jogar tanta comida fora. De acordo com o estudo, o desperdício de comida aumenta o gasto de recursos - como água, terras, energia e trabalho - que contribuem para aumentar a emissão de gases que aceleram o efeito estufa. 
O desperdício de alimentos é um enorme consumidor de recursos naturais e um contribuinte para impactos negativos no meio ambiente.

GASTOS COM A PRODUÇÃO GLOBAL DE ALIMENTOS:
A PRODUÇÃO GLOBAL DE COMIDA OCUPA 25% DE TODA A TERRA HABITÁVEL E É RESPONSÁVEL POR 70% DO CONSUMO DE ÁGUA DOCE, 80% DO DESMATAMENTO E 30% DA EMISSÃO DE GASES DO EFEITO ESTUFA.
SE A COMIDA É DESPERDIÇADA, ISSO SIGNIFICA QUE TODOS OS RECURSOS E INSUMOS USADOS NA PRODUÇÃO TAMBÉM É PERDIDO.
FALAR EM DESPERDÍCIO DE COMIDA, TAMBÉM É FALAR EM DESPERDÍCIO DE ÁGUA! PARA A PRODUÇÃO DE DIVERSOS ALIMENTOS SÃO NECESSÁRIAS QUANTIDADES BEM EXPRESSIVAS DE ÁGUA .
Por exemplo, é necessário aproximadamente mil litros de água para se produzir um litro de leite,para cada 1kg de arroz são necessários até 1.400 litros de água para ser produzido, para cada 1kg de feijão até 3.300 litros. A carne de vaca precisa 3.800 litros de água para ser produzida e chegar à mesa dos consumidores.
COM TODOS ESSES PROBLEMAS, É HORA DE SERMOS MAIS CONSCIENTES DO IMPACTO AMBIENTAL QUE NOSSAS ESCOLHAS GERAM!
O movimento lançado  pelos órgãos das Nações Unidas é resultado de debate que ganhou força durante a Rio +20, a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, que ocorreu em junho do ano passado, no Rio de Janeiro. Durante o encontro, os chefes de Estado que participaram das negociações concordaram em adotar iniciativas para mudar os padrões de consumo e produção em seus países.

A campanha deste ano para o Dia Mundial do Meio Ambiente convida você a agir na sua comunidade e perceber o poder das decisões coletivas para reduzir o desperdício, economizar recursos, minimizar o impacto ambiental na produção de alimentos e forçar mudanças nos processos de produção de alimentos para torná-los mais eficientes. Não faz sentido, economicamente, ambientalmente e eticamente, desperdiçar alimentos”
A CIÊNCIA MOSTRA QUE O ESTILO DE VIDA ATUAL DA HUMANIDADE É INSUSTENTÁVEL
“O CONSUMO E A PRODUÇÃO SUSTENTÁVEL NÃO É APENAS CONSUMIR MENOS, MAS TAMBÉM FAZER MAIS E MELHOR COM MENOS. É SOBRE O AUMENTO DA EFICIÊNCIA DOS RECURSOS, PROMOVER ESTILOS DE VIDA SUSTENTÁVEIS E CONTRIBUIR PARA A REDUÇÃO DA POBREZA”, disse Achim Steiner, subsecretário-geral da ONU e diretor executivo do PNUMA.

A CIÊNCIA MOSTRA QUE O ESTILO DE VIDA ATUAL DA HUMANIDADE É INSUSTENTÁVEL. A POPULAÇÃO MUNDIAL, DE 7 BILHÕES DE PESSOAS, PRECISA ATUALMENTE DOS RECURSOS DE UM PLANETA E MEIO PARA SE ALIMENTAR.
SE AS TENDÊNCIAS ATUAIS DE CONSUMO CONTINUAREM, ATÉ 2050 — QUANDO A POPULAÇÃO DEVERÁ CHEGAR A NOVE BILHÕES — SERÃO NECESSÁRIOS TRÊS PLANETAS TERRA. Somando-se a essas pressões, está a rápida aceleração da urbanização.
EMBORA AS CIDADES OCUPEM APENAS 3% DA SUPERFÍCIE TERRESTRE DO PLANETA, consomem 75% dos recursos naturais, produzem 50% dos resíduos mundiais e são responsáveis por 60 a 80% das emissões dos gases de efeito estufa. A urbanização só vai continuar a distorcer as taxas desproporcionais de consumo, aponta o PNUMA.

DIA MUNDIAL DO MEIO AMBIENTE COMEÇOU A SER CELEBRADO EM 1972, NO DIA DA ABERTURA DA CONFERÊNCIA DE ESTOCOLMO, E SE TORNOU UM DOS PRINCIPAIS VEÍCULOS DAS NAÇÕES UNIDAS PARA ESTIMULAR A CONSCIÊNCIA GLOBAL SOBRE MEIO AMBIENTE E ENCORAJAR INICIATIVAS.
Por meio da comemoração, o Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA) pode sensibilizar as pessoas sobre os problemas do meio ambiente e fazer com que todos percebam a sua responsabilidade e também seu potencial em se tornar agentes pelo desenvolvimento sustentável e igualitário.

As iniciativas de qualquer perfil são importantes para favorecer a sustentabilidade, e o PNUMA convida todos a se juntar a esta celebração. Organize a limpeza comunitária de um espaço público, reduza o uso de sacolas plásticas, combata o desperdício de alimentos, procure formas alternativas de transporte… Tudo isso conta! 

“A campanha deste ano para o Dia Mundial do Meio Ambiente convida você a agir na sua comunidade e perceber o poder das decisões coletivas para reduzir o desperdício, economizar recursos, minimizar o impacto ambiental na produção de alimentos e forçar mudanças nos processos de produção de alimentos para torná-los mais eficientes”.


UMA FRASE PARA VOCÊ PENSAR EM FAZER ALGO PELO MEIO AMBIENTE AGOOOORA:
CUIDAR DO NOSSO LAR ENVOLVE A SOCIEDADE COMO UM TODO. “CADA PESSOA PRECISA PENSAR E TER CONSCIÊNCIA DE QUE O MEIO AMBIENTE É DEVER DE TODOS.
NÃO PODEMOS FICAR DE BRAÇOS CRUZADOS ESPERANDO PELO PODER PÚBLICO.
TEMOS QUE FAZER NOSSA PARTE.
È NECESSÁRIO REPENSAR AS FORMAS PREDATÓRIAS DE NOSSAS RELAÇÕES COM O MEIO AMBIENTE.
SOU EU FAZENDO A MINHA PARTE E VOCÊ FAZENDO A SUA.
SÃO AS AÇÕES INDIVIDUAIS QUE DESENCADEIAM AS AÇÕES COLETIVAS.
FAÇA SUA PARTE

texto para reflexão:

FAZENDO A DIFERENÇA ...

 O menino e as estrelas 
                                                          Reescrito por Marizete Cajaíba

     Um homem   morava  numa praia tranqüila e todos os dias fazia seu passeio matinal. Certo dia começou a perceber bem ao longe o vulto do que parecia ser um garotinho a correr, brincando de ir e vir de acordo com a dança das ondas a beira mar. Aquele fato se repetia todas as manhãs e intrigado, o homem resolveu caminhar mais um pouco para entender melhor. Ao chegar perto, reparou que o tal vulto era, na verdade, um menino, mas que não estava apenas brincando de correr das ondas , ele incansavelmente  jogava estrelas-do-mar de volta para a água. Que brincadeira inventou aquela criança! Pensou o homem , que resolveu questioná-lo :
     - Ei , garoto, por que todos os dias você vem aqui e faz a mesma coisa? Essa brincadeira não te cansa ?
     - Você não vê que isso não é brincadeira !? Eu estou salvando as estrelas-do-mar de morrerem desidratadas . Disse o garoto.E completou:
     - Com este calor, as estrelas-do-mar irão morrer na areia .
     O homem admirado com a inocência do garoto, quis se mostrar mais sábio e disse-lhe : 
     - Mas há muitos quilômetros de praia por todo o mundo e há milhares de estrelas-do-mar espalhadas por suas areias que irão morrer diariamente . Que diferença vai fazer devolver algumas dezenas se tantas outras irão morrer?
 Isso parece não ter sentido!
     Aí o menino olhou para o homem,
com os seus olhos pequeninos, mas com uma determinação inabalável,  pegou mais uma estrela-do-mar e a jogou de volta para a água. E disse:   
      - Para esta eu fiz a diferença... ela já está salva.
    E assim o garoto continuou o que para ele representava uma grandiosa missão: devolver as estrelas ao mar.
     O homem ficou ali parado por alguns instantes a observar o gesto daquela criança ... ficou emocionado ...  sentiu-se pequeno , envergonhado por não ter compreendido a atitude do menino . Saiu dali pensativo...
     Porém, pela manhã seguinte , o  garoto ficou surpreso ao ver que havia mais alguém jogando as estrelas de volta ao mar . Ao se aproximar viu que  era o homem que o havia criticado, olhou-o e deu um sorriso  ... e assim seguiram por toda as manhãs -  os dois : o homem e o garoto  pela  areia da praia devolvendo as estrelas de volta ao mar.
      E lá de longe uma pessoa observava curiosa  dois vultos que     pareciam  brincar de ir e vir de acordo com a dança 
das ondas a beira mar ...


“São as ações individuais que desencadeiam as ações coletivas:
FAÇA A SUA PARTE”


ESSE ESTUDO FOI ELABORADO POR MARIZETE CAJAIBA BASEADO EM COMPILAÇOES DE INFORMAÇÕES OBTIDAS NOS SEGUINTES SITES:

Site global do Dia Mundial do Meio Ambiente:www.unep.org/portuguese/wed
Site da campanha Pensar.Comer.Conservar:www.thinkeatsave.org



Nenhum comentário:

Postar um comentário