quinta-feira, 31 de janeiro de 2013

MENSAGEM DE BOAS VINDAS PARA ALUNOS - VOLTA ÁS AULAS


Queridos alunos:

Sejam  Bem Vindos !!!


Sua presença é muito importante para nós
Estamos felizes por tê-los conosco
Juntos estaremos construindo um novo futuro
Agradecemos pela confiança em nós depositada
Muito obrigado e que 2013 seja um ano muito produtivo.

Buscamos oferecer o que há de melhor para você
Estamos certos que todos os nossos objetivos serão alcançados
Muitas novidades estarão sendo oferecidas durante o ano letivo

Vamos caminhar juntos pelos caminhos do conhecimento
Ir mais além do que se pode enxergar
Nesta longa jornada, não estaremos sozinhos
Deus nos acompanhará e com certeza nos abençoara
Orgulhosos, chegaremos ao final de mais uma etapa.
SEJAM TODOS BEM VINDOS...

ELABORADO POR MARIZETE CAJAIBA 

MENSAGEM DE BOAS VINDAS PARA OS ALUNOS - TEXTO MOTIVACIONAL : A chave PARA O SUCESSO FAÇA ACONTECER EM 2017




A chave  PARA O SUCESSO
TEXTO ADAPTADO POR MARIZETE CAJAIBA

    FAÇA ACONTECER   EM 2017
Quase não existe diferença visível entre o atleta vencedor e o que chega por último.
Ambos possuem o mesmo número de músculos para trabalhar.
Ambos jogam com as mesmas regras e usam equipamentos semelhantes.
Porém, o vencedor é o que tem a determinação de vencer. O vencedor é aquele que faz o que é preciso, treina dia após dia, esforça-se um pouco mais a cada treino, é capaz de visualizar sua passagem pela linha final à frente do resto.
A diferença está no que eles fazem com o que têm.
Você já possui a matéria-prima para o sucesso e a realização.
Você possui o necessário para atingir a grandiosidade em tudo que você quiser. Você tem dentro de si o potencial para conquistas extraordinárias.
Ninguém é mais nem menos equipado para o sucesso do que você.
Mas é você quem deve fazê-lo acontecer, e é quem tem que assumir o compromisso e fazer o que for necessário para atingir a grandiosidade de que é capaz.

TUDO DEPENDE DE SUA ATITUDE DIANTE DOS FATOS ...

                          NÃO É TÃO FÁCIL,  MAS É  MAIS FÁCIL DO QUE VOCÊ IMAGINA :

A mais longa caminhada só é possível passo a passo...
O mais belo livro do mundo foi escrito letra por letra...
Os milênios se sucedem, segundo a segundo...
Não fosse a gota e não haveria chuvas...
As imensas dunas se compõem de minúsculos grãos de areia...
Por isso , vá devagar, planeje dia dia, estabeleça e concretize sua meta “SÓ POR HOJE” e que assim seja dia após dia, passo a passo, em pequenos gestos, em pequenas mudanças
Não é fácil nem rápido... Mas vale a pena tentar!


MEU PROPÓSITO DE HOJE EM DIANTE SERÁ...
- Refletir: repensar meus atos, rever minhas vitórias e meus tropeços e aprender com eles para escrever uma nova história: melhor e mais feliz.
- Mudar: reinventar o meu eu, diariamente, aproveitando o que de bom a vida me oferece e os modelos de vida e sucesso que vejo nas pessoas que estão ao meu lado e não naqueles que estão na televisão , na internet, ou nas revistas da onda.
- Planejar:  planejar  as minhas ações, e concretiza-las.
- Agir: ter atitude, me mexer, me valorizar, me sentir capaz , me fazer capaz.

Fazer destes, os propósitos da minha vida em 20167
sabendo que é preciso persistência para vencer.











A ARTE DE ENSINAR A APRENDER : Aprendizagem cooperativa




Marcos Tuler
“A arte de ensinar a aprender consiste em formar fábricas, não armazéns”.
(Jaime Balmy, filósofo espanhol)
O ALUNO APRENDE QUANDO MUDA DE COMPORTAMENTO.
Em tempos passados, aprender significava apenas memorizar. A partir do século XVII, Comenius ampliou e atualizou este conceito. Para o “pai da didática moderna”, aprender implica, primeiramente, compreender; depois, memorizar e por fim aplicar o conhecimento recebido.
Hoje, sabe-se que aprender é um processo lento, gradual e complexo. Não significa somente acumular dados na memória, mas adaptar-se satisfatoriamente às mais diversificadas situações da vida, evidenciando mudança de comportamento.
 Conforme lecionou Anísio Teixeira, ilustríssimo educador brasileiro, “fixar, compreender e exprimir verbalmente um conhecimento não é tê-lo aprendido. Aprender significa ganhar um modo de agir”.
O aluno aprende cooperando com o outro .

Aprendizagem cooperativa.
O professor que incentiva a participação dos alunos em sala de aula promove a “aprendizagem cooperativa”, ou seja, a troca de experiências. Professores e alunos ajudam-se mutuamente, como parceiros no processo de ensino-aprendizagem.
Portanto, aprendizagem cooperativa ou colaborativa é um processo pelo qual os membros de um determinado grupo ajudam e confiam uns nos outros a fim de atingir um objetivo combinado.
 A sala de aula é um excelente lugar para desenvolver as habilidades de criação de um grupo.
O professor deverá enfatizar o ensino e a aplicação de estratégias de cooperação entre os alunos.
O ponto de partida é reconhecer que os estudantes aprendem não apenas com o professor, mas também uns com os outros. Na Escola Dominical, isso pode ser verificado por meio de várias atividades sugeridas pelo professor, tais como trabalhos de grupos, estudos de casos ou discussões. De acordo com o que lecionou o educador americano John Dewey, “aprendemos quando compartilhamos experiências”.
O PROFESSOR DEVERÁ CRIAR SITUAÇÕES QUE PROVOQUEM E ESTIMULEM A COOPERAÇÃO, PROPORCIONANDO EXPERIÊNCIAS QUE ENVOLVAM INTERAÇÃO DIRETA, DEPENDÊNCIA MÚTUA E RESPONSABILIDADE INDIVIDUAL.
 Será necessário ainda, enfatizar a aprendizagem e o exercício das aptidões indispensáveis à cooperação, como a habilidade de escutar, falar, e ajudar-se mutuamente.

APRENDIZAGEM COOPERATIVA DESENVOLVIDA NA SALA DE AULA.
COMO MEMBRO DE UM GRUPO O ALUNO DEVE:
a) DESENVOLVER E COMPARTILHAR UM OBJETIVO COMUM;
O ideal é que os próprios alunos escolham ou participem da escolha do tema do trabalho a ser desenvolvido em sala de aula, em casa ou em qualquer outro lugar. Se eles participarem da escolha do tema, é certo que também terão em mente as razões que os levarão à conclusão do trabalho. Os objetivos têm de ser partilhado com todos.
b) COMPARTILHAR SUA COMPREENSÃO DE DETERMINADO PROBLEMA, QUESTÕES, INSIGHTS E SOLUÇÕES;
Às vezes, de onde menos se espera é que vêm as melhores idéias, pensamentos e soluções. Há alunos que são quietos, sossegados por natureza. Quase não se ouve a voz deles, quase não se percebe sua presença na sala de aula, mas… de repente… mostram-se inteligentes, geniais, especiais. Trata-se do tão falado insight. Aquela idéia maravilhosa, compreensão clara e repentina da natureza íntima de determinado assunto, que nos vêm sem que sequer percebamos. Todas as questões, insights e soluções, independente de quem os tenham, terão de ser compartilhados.
c) RESPONDER AOS QUESTIONAMENTOS E ACEITAR OS INSIGHTS E SOLUÇÕES DOS OUTROS;
Nem sempre estamos preparados para aceitar as opiniões e contribuições dos outros. Imaginamos que somente nós temos boas idéias, e pensamentos dignos da consideração do grupo. Isto é, o que o outro pensa ou sabe a respeito do tema que está sendo tratado, na nossa consideração, é insipiente, incompleto ou até mesmo irrelevante.
Este tipo de comportamento é prejudicial ao relacionamento do grupo e ao resultado final do trabalho, embora seja comum em nossas classes.
d) PERMITIR AOS OUTROS FALAREM E CONTRIBUÍREM, E CONSIDERAR SUAS CONTRIBUIÇÕES;
Tanto o professor quanto o aluno, jamais poderão desprezar ou desconsiderar a cooperação de qualquer pessoa que seja. Pois, todos possuem saberes, informações e experiências para compartilhar.
e) SER RESPONSÁVEL PELOS OUTROS, E OS OUTROS SEREM RESPONSÁVEIS POR ELE;
No trabalho de grupo, ao mesmo tempo em que cada um é responsável por si e por aquilo que faz, também o é pelos outros e pelo que os outros fazem. A responsabilidade do resultado do trabalho é de todos.
f) SER DEPENDENTE DOS OUTROS, E OS OUTROS SEREM DEPENDENTES DELE.
No trabalho de grupo, todos dependem de todos. Não há espaço para individualismo ou estrelismo. O trabalho de grupo é como uma edificação. Todos constroem sobre o que outros já construíram.
O que permite a criação de um bom grupo de aprendizagem?

Muitos professores, encetam trabalhos de grupo em suas classes, sem conhecerem os processos grupais.
VEJAMOS COMO OS ALUNOS SE COMPORTAM E SE RELACIONAM EM GRUPO E QUAIS ATITUDES DEVEM SER TOMADAS EM CADA SITUAÇÃO:
- O professor pode facilitar a discussão e sugerir alternativas, mas não deve impor soluções aos grupos, especialmente àqueles alunos que apresentam dificuldades de trabalhar em conjunto.

- Os grupos deverão ter de três a cinco componentes, pois, grupos maiores têm dificuldade em manter todos os membros envolvidos o tempo todo.

- Grupos designados pelo professor, normalmente, funcionam melhor que os que se formam por si mesmos.

- Em um grupo de trabalho há níveis diferentes de habilidades, formação, experiência.

-  Cada participante fortalece o grupo e cada membro do grupo é responsável não apenas por dar força, mas também por ajudar os outros a entender a fonte de suas forças.

- O membro do grupo que não se sentir confortável com a maioria, deverá ser encorajado e fortalecido a fim de dar sua contribuição.

- A aprendizagem é influenciada positivamente com a diversidade de perspectivas e experiências.

-  Com o trabalho de grupo aumenta-se as possibilidades para a resolução de problemas.

- Cada componente deve comprometer-se com os objetivos estabelecidos pelo grupo.

- Avaliações deverão ser feitas para se verificar quem realmente está contribuindo em benéfico de todos.
-  O grupo tem o direito de excluir um membro que não coopera e não participa; isto é, depois de tomadas todas as medidas a fim de que a situação se reverta. (O aluno excluído terá de encontrar outro grupo que o aceite.)
- Qualquer aluno tem o direito de sair do grupo, caso perceba que está fazendo a maior parte do trabalho com pouca ou nenhuma ajuda dos outros (esse aluno, facilmente encontrará um outro grupo que acolha suas contribuições).

ALGUMAS RESPONSABILIDADES OPERACIONAIS SÃO COMPARTILHADAS, DEFINIDAS E CONCORDADAS PELOS MEMBROS DE UM GRUPO.
Por exemplo:
– Todo o grupo deve comprometer-se em participar, preparar e chegar na hora para as reuniões;
– As discussões devem ser focadas nos temas, evitando críticas pessoais;
– Ter responsabilidade para a divisão de tarefas e realizá-las a contento
O ALUNO APRENDE POR MEIO DA INTERAÇÃO EM SALA DE AULA.
Na interação entre professores e alunos, supõe-se que os mestres ajudem inicialmente os estudantes na tarefa de aprender, visto que esse auxílio logo lhes possibilitará pensar com autonomia.
 Para aprender, o aluno precisa ter alguém ao seu lado que o acompanhe nos diferentes momentos de sua aprendizagem, esclareça suas dúvidas, ajudando-o a alcançar um nível mais elevado de conhecimento.
Por meio da interação estabelecida entre o professor (parceiro mais experiente e sensível) e o aluno, constrói-se novos conhecimentos, habilidades, competências e significações.
Cabe ao professor conhecer seus alunos profundamente, a fim de familiarizar-se com os modos por meio dos quais eles raciocinam. Conhecendo bem o pensamento dos alunos, o mestre estará em condições de organizar a situação de aprendizagem e, sobretudo, interagir com eles, ajudando-os a elaborar hipóteses a respeito do conteúdo em pauta, mediante constante questionamento. Desta forma, os estudantes poderão, aos poucos e com os próprios esforços, formularem conceitos e noções da matéria de estudo.

Os comportamentos do professor e dos alunos estão, portanto, dispostos em uma rede de interações que envolvem comunicação e complementação de papéis, onde há expectativas recíprocas. Nessas interações é importante que o professor se coloque no lugar dos alunos para compreendê-los (empatia), ao mesmo tempo em que os alunos podem conhecer as opiniões, os propósitos e as regras que seu mestre estabelece para o grupo.
Na interação há constantes trocas de influências. O professor, a cada momento, procura entender as motivações e dificuldades dos aprendizes, suas maneiras de sentir e reagir diante de certas situações, fazendo com que as interações em sala de aula continuem de modo produtivo, superando os obstáculos que surgem no processo de construção partilhada de conhecimentos. Assim, comportamentos como perguntar, expor, incentivar, escutar, coordenar, debater, explicar, ilustrar e outros podem ser expressos pelos alunos e pelo professor numa rede de participações onde as pessoas consideram-se reciprocamente, como interlocutores que constroem o conhecimento pelo diálogo.

Pr. Marcos Tuler é pedagogo, escritor, conferencista e diretor da FAECAD (Faculdade de Ciência e tecnologia da CGADB)
Contatos: (21) 3015-1000 – prof.marcostuler@faecad.com.br
www.prmarcostuler.blogspot.com

a arte de ensinar : A missão do professor/ A PRIMEIRA MISSÃO DO PROFESSOR É MOTIVAR PARA O APRENDIZADO. “Um homem motivado vai à Lua, mas sem motivação não atravessa a rua”. / A missão do professor sempre se destacou pelo fato de trabalhar com a mais nobre realidade do mundo: o coração e a inteligência do ser humano.





A arte de ensinar
SABER VALORIZAR O ALUNO E ORIENTÁ-LO NO QUE FOR NECESSÁRIO
A missão do professor sempre se destacou pelo fato de trabalhar com a mais nobre realidade do mundo: o coração e a inteligência do ser humano.
Nada é mais importante do que o ser humano. Se é nobre e necessário dominar o aço e os microorganismos, construir casas e computadores, muito mais nobre é formar o homem, senhor de tudo isto. Os sábios gregos já diziam: “dá-me uma sala de aula e mudarei o mundo!”
O JOVEM E FRÁGIL ALUNO DE HOJE, SERÁ O CONDUTOR DA NAÇÃO AMANHÃ; O QUE FOR SEMEADO HOJE NO SEU CORAÇÃO, NA SUA MENTE E NO SEU ESPÍRITO, SERÁ COLHIDO AMANHÃ PELA SOCIEDADE. E O QUE O ALUNO ESPERA DE UM PROFESSOR?
Em primeiro lugar que o professor seja honesto e honrado, exigências mínimas de quem carrega o título de mestre. Sabemos que o homem moderno está cansado de discursos, quer ver exemplos.
O mestre romano Sêneca dizia que “de nada vale ensinar o que é a linha reta, se não ensinar o que é a retidão”.
ALGUÉM JÁ DISSE QUE O ALUNO SÓ APRENDE COM SATISFAÇÃO, QUANDO O PROFESSOR ENSINA COM ENTUSIASMO E SABE MOTIVAR O ALUNO. SEM ISTO O JOVEM NÃO DESCOBRIRÁ A BELEZA DA DISCIPLINA.
É verdade que os alunos respeitam o professor que domina a matéria, mas isto ainda não é o suficiente.
 A PRIMEIRA MISSÃO DO PROFESSOR É MOTIVAR PARA O APRENDIZADO. “Um homem motivado vai à Lua, mas sem motivação não atravessa a rua”.
O ALUNO ESPERA QUE O PROFESSOR:
- tenha paciência com ele que ainda não descobriu a beleza da matéria;
- tenha a humildade de não usar o seu conhecimento para humilhá-lo, e que não use do poder da avaliação para destruir a sua auto-estima;
- quer ver o seu Professor fazer da Avaliação um momento, a mais, do aprendizado; elaboradas com equilíbrio, e corrigidas com esmero e justiça, sem fazer da prova uma guerra onde se cobra dele uma maturação na disciplina que ele ainda não teve tempo de alcançar;
- prepare bem as aulas e que gaste tempo para se aprofundar na matéria. Sabemos que para ensinar bem, um pouco de uma disciplina, é preciso saber muito sobre ela. Quanto mais sabemos, mais os alunos gostam de nos ouvir. Nada pior para um aluno do que ter que assistir uma aula maçante, sem preparo , ministrada por alguém que não conhece o que ensina. É um grande desrespeito... para não dizer um castigo;
- ensine com didática, competência e clareza; tenha pontualidade de horário, apresentação adequada e saiba dominar a classe com liderança;
- seja como um amigo,  que o trata com respeito, confiança, atenção e cordialidade; interessado em tirar as suas dúvidas e a apontar-lhes caminhos novos...
POR DEVER DE CONSCIÊNCIA, CADA PROFESSOR TEM QUE DAR O MELHOR DE SI PARA A BOA FORMAÇÃO DOS JOVENS. AÍ ESTARÁ, INCLUSIVE, A SUA MAIOR REALIZAÇÃO; PARA A PESSOA HONESTA, É NO BOJO DA VIRTUDE QUE ELA ENCONTRA A VERDADEIRA RECOMPENSA.
CITO ALGUMAS RECOMENDAÇÕES PEDAGÓGICAS PARA O BOM DESEMPENHO DE UM PROFESSOR(A):
1.Saber motivar os alunos para o que vai ensinar.
2.Dominar a matéria e atualizar-se.
3.Preparar bem as aulas.
4.Expor a matéria com clareza, ordem e seqüência lógica.
5.Preparar, aplicar e corrigir as avaliações e provas com esmero, equilíbrio e justiça.
6.Ser assíduo, pontual e bem apresentado.
7.Tratar todos os alunos com respeito, atenção e cordialidade, sem com isto confundir as funções de cada um.
8.Manter a disciplina na classe.
9.Atender bem os alunos e tirar suas dúvidas, seja em classe ou fora dela.
10.Saber valorizar o aluno e orientá-lo no que for necessário.
É NO BANCO DA ESCOLA QUE SE FORMAM OS HOMENS E AS MULHERES QUE UM DIA EXERCERÃO O PODER, E CONDUZIRÃO A HISTÓRIA, NAS MAIS VARIADAS ATIVIDADES E ORGANIZAÇÕES.
MUITOS JÁ DISSERAM QUE “AS PALAVRAS TÊM MAIS FORÇA DO QUE OS CANHÕES”.
ESTA É A NOBRE MISSÃO: formar a juventude, não só no aspecto científico e técnico, mas também – e principalmente – no aspecto humano, moral e ético.
SEM A PRIMAZIA DA PESSOA SOBRE A COISA, DA MORAL SOBRE A CIÊNCIA E DA ÉTICA SOBRE A TÉCNICA, A HUMANIDADE CORRE SÉRIOS RISCOS, COMO PUDEMOS VER PELAS DESASTRADAS GUERRAS E MORTICÍNIOS DO RECÉM ENCERRADO SÉCULO XX.
O MUNDO, SEM DÚVIDA, ENCONTRA-SE DIANTE DE UMA ENCRUZILHADA, E O BOM CAMINHO A SEGUIR SÓ PODERÁ SER DISCERNIDO PELO BOM ENTENDIMENTO DA CIÊNCIA COM A MORAL. E ISTO DEPENDE DE DOS PROFESSORES.

Saiba mais em Blog do Professor Felipe Site do autor: www.cleofas.com.br

MÉTODOS PARA CONQUISTAR OS ALUNOS NA SALA DE AULA - Cuide das plantinhas do seu jardim, imagine desde o primeiro dia de aula que tipo de jardim criará no ambiente da sala de aula. IMPLANTE VALORES / ACREDITE NOS VALORES QUE VOCÊ PROFESSOR, PODERÁ PLANTAR DENTRO DE CADA ALUNO SEU. Por existirem, dentro de nós, inúmeras qualidades e virtudes, é que devemos, desde cedo, fortalecê-las, cultivá-las e valorizá-las. O resultado será um ser humano excelente. /







PROFESSOR : ACREDITE NOS VALORES QUE VOCÊ PODERÁ PLANTAR EM CADA UM
DOS SEUS ALUNOS.
      

     Por existirem, dentro de nós, inúmeras qualidades e virtudes, é que devemos, desde cedo, fortalecê-las, 
cultivá-las e valorizá-las. 
O resultado será um ser humano excelente. 
Você duvida? 

Pois bem: se alguém lhe mostrar uma semente escura e feia dizendo que dentro dela há uma bela e perfumada flor, você acreditará, pois você sabe que da semente, cultivada em terra fértil, com cuidados, nasce a planta que produz a flor.
     
 Pois bem, é só providenciarmos o terreno fértil e dispensarmos a elas o cuidado merecido.
 ACREDITE NOS VALORES QUE VOCÊ PROFESSOR, PODERÁ PLANTAR DENTRO DE CADA ALUNO SEU.
Cuide das plantinhas do seu jardim, imagine desde o primeiro dia de aula que tipo de jardim criará no 
ambiente da sala de aula.
Para isso:



1- PREPARE BEM O SOLO 


   A falta de preparo para suas aulas,  leva ao medo, à insegurança ... quando você se prepara bem, planeja bem , traça metas   e sabe que vai dar conta dela – a mágica já aconteceu : seus alunos te ouvirão com certeza!!!! Eles percebem, quando você está preparado.



2- ADUBE COM BASTANTE SENSIBILIZAÇÃO :

  Planeje como sensibilizar seus alunos;deixe que eles saibam um pouco mais sobre você, como prepara suas aulas, o que planejou para eles.


3- ARRANQUE AS ERVA-DANINHAS DO CONTEÚDISMO :  Nunca,  lance mão da sua "arma poderosa do conteudismo". Dessa forma,de vez em quando , deixe a Geografia, a Matemática, o Português... de lado, e simplesmente faça  alguma dinâmica, brincadeira, dê uma aula diferente, passe um filme, faça algo inusitado,que traga seus alunos para perto de si, faça-os enxergar, que há uma pessoa, disposta a perceber que ali estão “pessoinhas”, “gente”.


4- ESTUDE BEM SOBRE AS FASES DAS PLANTAS :

  Leia muito sobre a faixa etária  dos seus alunos : crianças, pré-adolescentes ou adolescentes ... ( ah! dá aula para adultos?! entenda sobre como abordá-los) saiba como funciona a cabecinha deles. Fique de olho nas coisas que eles curtem, em seus palavreados, de vez em quando, passe numa banca de revista, veja as novidades que as revistas oferecem ( tanto para crianças ou adolescente) , acompanhe-os nas redes sociais ... assim você chegará até eles.


5- APRENDA NOVOS MÉTODOS PARA ADUBAR O JARDIM :  Há métodos de abordagem interessantes a partir da inteligência emocional e  a partir da neurolinguistica ( leia mais sobre o assunto). Quando você entender esses métodos, aprenderá uma maneira fácil e rápida de abordar seus alunos, sem que se desgaste, sem que a aula fique chata.


6- FERTILIZE O JARDIM :    BOM HUMOR  E EDUCAÇÃO SÃO PRIMORDIAIS – todos temos problemas:  muitos dormimos mal, muitos tem um filho ou mãe doente, muitos pegam um trânsito ruim, muitos ganham mal, muitos trabalham demais .... mas ao chegar na escola, quem tem culpa disso?! Sua cara fechada, seu mau humor não resolverá a situação, pelo contrário, pode transformar os minutos de cada aula em um verdadeiro castigo, para você e para seus alunos. Saiba separar as coisas. 
 Quando não der ... bem você sabe o que fazer: é hora de procurar tratamento.


7- CADA PLANTA  TEM SUA PARTICULARIDADE- SEJA CRIATIVO PARA CUIDAR DELAS :


   Crie suas  próprias regras com seus alunos. Deixe claro para eles o que pode e o que não pode. Mas não é jogando de qualquer jeito ... LEMBRE-SE QUE LÁ EM CIMA FALEI DE VALORES HUMANOS ? Então a partir daí, criando regras de boas condutas , você tem um bom caminho andado com seus alunos em busca da disciplina. 


8- ESTEJA PREPARADO , PODEM APARECER
ALGUNS PROBLEMAS  ENTRE AS SEMENTES OU PLANTAS – DEDIQUE UM TEMPO 
PARA RESOLVÊ-LOS  : Saiba escutar  seus alunos, tente resolver os “problemas particulares que surgem entre eles” – muitos lhe procuram por que confiam em você – procure um momento oportuno e resolva de uma vez por todas uma questão de apelido, xingamento, brincadeira sem graça... bullying, ou mesmo algo particular que o aluno quer partilhar com você - o aluno enxergará em você um aliado.


9-   LEMBRE-SE SEMPRE QUE A TERRA PRECISA SER CULTIVADA : DE VEZ EM QUANDO, LARGUE  a Geografia, a História, a Matemática, faça uma dinâmica, dê um texto legal que tenha algo que seus alunos estão precisando muito ... jamais pense que está perdendo tempo.


10- PARA FINALIZAR : "se alguém lhe mostrar uma semente escura e feia dizendo que dentro dela há uma bela e perfumada flor, você acreditará, pois você já sabe que de uma semente, cultivada em terra fértil, com cuidados necessários  , nasce a planta que produzirá  a flor". 


VAMOS LÁ NOSSA BATALHA É GRANDIOSA,

 MAS TEMOS DONS PARA DAR CONTA DELA.

   
... e se eu disser que dentro de você – e de cada um de nós, e de nossos alunos  – existe uma semente que, por mais imperfeita que possa parecer,  dela nascerá uma excelente pessoa? Muitos duvidariam!

Pois bem, é só providenciarmos o terreno fértil e dispensarmos a elas o cuidado merecido. . .


TEXTO ELABORADO PELA PROFESSORA MARIZETE CAJAÍBA, baseado em experiências próprias de  20 anos de magistério com adolescentes, com bons resultados .

site recomendado para pesquisar a implantação do 
projeto sobre valores humanos na escola:
http://www.projetovaloreshumanos.com.br/?secao=um_projeto_de_vida 




IMPORTÂNCIA DO PROFESSOR PARA A VIDA DO ALUNO: Professor, Preciso que me ensines a viver!




Professor,  Preciso que me
ensines a viver!


Preciso que me ensines a viver... e, na condição de aprendiz, nos acertos e erros estarei desenvolvendo meu próprio SER!
Aprender  é o maior desafio do homem, por isso compreendo que, como professor, sintas dificuldade de ensinar, pois também és um aprendiz. Sei que aprenderá comigo e eu contigo.
E, se somos falíveis, não me cobre a perfeição, mas não se desanime  com   meus próprios erros...Minhas virtudes dependem da sua tolerância.
Deixe-me exteriorizar as minhas potencialidades, mesmo que elas lhes pareçam absurdas, não perca a paciência, nem o equilíbrio que necessita quando minhas  idéias não forem compatíveis com as suas.
Não queira que eu me identifique com você; não queira dimensionar meus passos. Não me julgue,  nem me cobre pelas minhas imprudências, nem sempre somos o que fazemos e muitas vezes, precisamos experimentar a desilusão para crescermos interiormente.
Por isso , preciso que me ensines a viver ...
Não me pressione por problemas que ainda não sei como resolver, impondo-me condições e normas que ainda não aprendi a valorizar ...me ensine-as primeiramente.
Deixe-me desenvolver minha percepção. Minhas ações, por vezes, dependem das suas, por isso esteja atento a todos os acontecimentos e, se eu falhar, faça uma reflexão das suas atitudes ...
Careço das suas palavras sinceras, mas também careço da linguagem do amor, da compreensão, do seu sorriso amigo e sincero, da espontaneidade, da grandeza de seus gestos de carinho.

Auxilie-me nas dúvidas, nos meus questionamentos, por mais fúteis que pareça, sou mesmo imaturo para entender aquilo que você já sabe e já estudou para me ensinar.
Me ajude a  ver as coisas além das aparências, quero aprender mais que a História, que  a Matemática ou  que a Geografia  possa me ensinar,  quero aprender a conviver convivendo, pois ainda não convivi o bastante para  remover hábitos indesejáveis, para disciplinar aquilo que penso, falo e faço, ainda não sei controlar  meu autocontrole, pois mal sei o que é isso. Preciso que me ensines a viver.
E, se eu errar, não me negue a chance de recomeçar, de me reconquistar , de fazer que eu reconquiste a confiança em mim mesmo, para que possa de novo reconquistar a sua e seguir meu caminho confiante.
Ao me ensinar a viver , ensina-me a ser uma pessoa de caráter, colocando sentimentos e conciliações em suas palavras. Estou aprendendo o tempo todo com você. Não crie em mim um espírito intolerante, apontando-me os erros .
Não crie em mim ressentimentos, criando barreiras para que eu possa seguir adiante.
Deixe-me sonhar, sorrir, encontrar a felicidade sem exceder valores morais, me ensinando o que são os valores humanos.
Deixe-me viver as alegrias da vida , vamos conquistar juntos, vamos aprender juntos as coisas desse  mundo, do meu mundo ... eu aqui sentado nessa carteira junto com mais outros  colegas , que talvez pensam como eu,  e você aí na frente, que talvez nunca parou para pensar no que eu possa estar pensando de você, esperando de você, necessitando de você.
Professor :  No meio da Matemática, da História, da Geografia, da Ciência ... eu preciso que apenas me ensines a viver.